quarta-feira, 28 de abril de 2010

Resfriado

Minha situação talvez se compare à síndrome de abstinência. Desde domingo não treino na piscina. Peguei resfriado. Na verdade, eu já sentia o resfriado há uma semana atrás, mas deixei os sintomas de lado e segui o treino. Não queria entregar os pontos. Mas na segunda-feira não consegui treinar, nem ontem. Nada de piscina, tampouco levantar peso. Nestes dias só segui a rotina de trabalho-casa-dormir. Quando não dormia, me sentia ansioso, porque não conseguia estudar. Fiz uma coisa que tinha deixado há meses, usei as gotas no nariz, que sei que é um veneno para o treino aeróbico! Mas não tinha jeito, ou usava, ou teria que respirar pela boca.
Felizmente, não há mal que sempre dure e hoje voltei à musculação. Foi um treino leve, mas já é um (re)começo! Feliz por voltar à vida! 

domingo, 18 de abril de 2010

Só medalhas!

video
Ontem o Clube Brilhante promoveu a 2ª Copa de Natação Master de Pelotas. As provas foram de 50m, todos os estilos, e 100m livres. O vídeo mostra a hora do aquecimento. A exemplo do ano passado, o evento foi um sucesso, tornando-o no maior evento da natação do Sul do Estado. Ganhei medalhas de ouro nos 50m peito e 50m borboleta. Não tenho do que me queixar neste início de temporada, porque ganhei medalhas em todas competições que participei. Próximo alvo: Caxias do Sul, dia 15 de maio.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Brincadeira perto de casa!

No sábado o Clube Brilhante vai sediar a 2ª Copa de Natação Master de Pelotas. É bom que um evento como este, tão raro na cidade, tenha continuidade. Disseram para mim que o número de participantes aumentou, o que me deixou contente.
Não fiz preparativos ou treinos especiais para esta competição. Segundo a organização meus adversários são...eu mesmo. Vou competir comigo mesmo, porque ninguém da minha faixa etária se inscreveu. Mas vou tentar baixar meu tempo. Sem grandes preocupações.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

O domingo de Páscoa

No domingo de Páscoa, fui nadar cedinho na piscina do clube, depois fui a uma churrascaria legal com meus pais e a tarde, que originariamente estava planejada para estudar, fiquei com sono e dormi.
Fazendo uma retrospectiva, pode-se dizer que tive um dia de atleta de elite: treinei, comi e dormi. Nada de trabalho!

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Novo Hamburgo


Novo Hamburgo
Upload feito originalmente por r0drig0 FL0res
Domingo passado, no dia 28 de março, disputei a 1º Etapa do Campeonato Gaúcho Master de Natação, em Novo Hamburgo.

No final do dia fiquei muito contente em conseguir disputar competição oficial, mas foi dureza conseguir chegar até lá.

Na semana que antecedeu a competição sentia muita dor na garganta. Mas nessas horas é melhor fingir que não se tem nada, porque quase tudo vem da cabeça!

A equipe dormiu num hotel perto do local da competição em Novo Hamburgo e acordei com a cabeça girando.

Mal atinava a arrumar minhas coisas para levar para a competição. Nem consegui tomar café da manhã. Só bebi meio suco de laranja. Pensava em pegar um ônibus e voltar.

Chegando ao local, com a piscina ao ar livre, melhorei um pouco. Mas ainda não sabia se ia conseguir competir.

Embora não fosse disputar nada na parte da manhã, resolvi nadar na hora do aquecimento e senti que pelo menos eu conseguia flutuar e deslizar na água. Não era grande coisa, mas foi um começo.

O próximo passo era me alimentar. Tinha um bar no clube e comi uma torrada com suco de laranja.

Depois das provas de 400 e 800 metros livres, a piscina foi liberada novamente para o aquecimento e entrei outra vez na água e...começou a chover. Não era temporal, não ventava, mas a chuva era moderada e persistente e aí esfriou...

Na hora da disputa dos 50 metros peito feminino, as senhoras da faixa etária dos 65 aos 85 anos tiveram que aguardar ao lado do bloco de largada a organização iniciar a competição. Eu ficava observando-as, não reclamavam, não fizeram nenhum gesto de descontentamento, aguardavam resignadas o início da competição. Que exemplo!

Foi aí que tomei vergonha na cara e decidi também competir e fazer o melhor possível.

Nos 50m peito esqueci de fazer a filipina quando caí na água (o frio bloqueou meu raciocínio) e fiz em 47´40. Logo depois de completar a prova ouvi no alto-falante que os dois nadadores que estavam no meu lado foram desclassificados e aí pensei...será que vai ter medalha? No master eles dão medalhas até o 6º colocado.

E chegou a vez dos 200 medley. É uma prova de resistência. O importante é chegar, não precisava ir rápido porque era só eu e mais dois nadadores da mesma categoria. O nado medley combina os quatro estilos, pela ordem: borboleta, costas, peito e livre. Tenho que melhorar a transição borboleta e costas, e neste último estilo, bati na raia, mas não me importo, isto também acontece com atletas de elite. Meu tempo foi 4 minutos e 18 segundos, o que mostra o quanto eu estava mal de condições físicas, porque nos treinos eu fazia em 4 minutos!

Ao final, quando fui pegar a medalha do medley, vi que fui o segundo, pois um dos nadadores não foi, e a desclassificação de dois adversários no nado peito me deu o 6º lugar.

Resumo: duas provas e duas medalhas. Ótimo início de temporada!